Júpiter em oposição e Sky Maps

Uma rapidinha: Júpiter atingiu o máximo da oposição desde 14 de agosto. Isso significa que ele está diretamente “atrás” da Terra em relação ao Sol, e por isso mesmo, um pouco mais brilhante que o usual. O astro tem estado alto no céu por volta das 20h na direção leste, sendo muito fácil de identificar: vai ser o objeto mais brilhante do céu, uma vez que estamos entrando na Lua Nova e que Vênus não está visível naquela. Encontra-se entre as constelações de Aquário e Capricórnio.

Quem tiver a oportunidade de observar Júpiter com uma luneta ou telescópio poderá também ver os quatro satélites galileanos – Io, Europa, Ganimedes e Calisto – aqueles que o italiano Galileu Galilei observou há exatos 400 anos e que o levaram a concluir que o modelo geocêntrico estava furado. É possível até ver algumas faixas de nuvens maiores com um telescópio pequeno!

Eu planejava aproveitar a noite de Lua Nova hoje e o fato que o Planetário da Gávea faz observações guiadas abertas ao público de terça a quinta para conferir Júpiter e o que mais eles estivessem obervando, mas o tempo fechou por aqui. Mas talvez volte a abrir até semana que vem, quando ainda vai dar para observar muita coisa boa.

Outra dica fica por conta do excelente guia de observação do céu online que é o Sky Maps. Todo mês o site publica uma carta celeste em .pdf (em várias línguas diferentes) com as efemérides e objetos mais interessantes da época. Eles estão no Twitter também, vale a pena conferir!

Tags: ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: