Meu pai, a Apollo 11 e a Física

Phil Plait escreveu algo parecido hoje, e como é algo que ressoa muito forte em mim também, eis o meu relato de como a missão lendária da Apollo impactou minha vida.

Desde que me lembro de ter começado a ler eu folheava uma edição especial de capa dura da revista Veja comentando a corrida espacial que culminou na missão da Apollo 11. Era um livro; parecido com a excelente coleção científica da Time-Life, mais ou menos da mesma época. Além disso, meu pai também guardava a edição do Jornal do Brasil do dia do pouso da Águia. Ele falava com orgulho e assombro e de como ficou grudado na TV, apesar de uma febre muito forte. Aquilo tudo me impressionava tanto que todos os anos em julho eu lia o jornal e o livro-revista da Veja para comemorar o feito.

Nos mudamos e eu infelizmente não sei o que foi feito daquela edição do JB. Quando eu era criança ele já estava se esfarelando; agora talvez nem mais exista. O livro-revista deve estar lá com meu pai em alguma de suas estantes. Só sei que aquele ritual anual me inspirou a buscar a ciência em geral e a Física em particular. Devo muito à missão da Apollo 11, e mais ainda ao meu pai, que manteve tudo isso em casa e sempre me estimulou a questionar o mundo ao nosso redor.

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: