Capitalismo à Brasileira

(Republicado do Velho Telhado)

Uma breve interrupção da Semana FC para comentar sobre mais uma patacoada econômica do país.

Revistas e rádio comentam que, devido ao corte da taxa de juros Selic, a humilde caderneta de poupança começou a render mais do que certos investimentos “de gente grande”, como fundos DI e etc., que são atrelados à dívida pública. Isso porque as taxas de administração cobradas pelos bancos para esses investimentos são MUITO altas. Como a Selic estava nas alturas, todo mundo ganhava um bom dinheiro e ninguém chiava. Agora que estamos com a taxa próxima de 1 dígito, os bancos não querem reduzir a sua margem de lucro e começaram a chorar.

Numa economia de mercado DE VERDADE, os banqueiros iam chorar na cama e depois iam baixar sua margem de lucro para recuperar o investidor. Mas como estamos no país do Capitalismo Sem Risco ™, e como o governo teme não conseguir nosso dinheiro para rolar a dívida pública, já estão pensando em tungar a pobre caderneta de poupança.

Como eu queria ser capitalista no Brasil…!

Tags:

3 Respostas to “Capitalismo à Brasileira”

  1. Luiz Felipe Vasques Says:

    Comentário também pinçado daquela budega lá:

    “Mas como estamos no país do Capitalismo Sem Risco ™, e como o governo teme não conseguir nosso dinheiro para rolar a dívida pública, já estão pensando em tungar a pobre da caderneta de poupança.”

    Ué? “Excelente plano, nós teríamos feito o mesmo” – Aluisio Mercadante, dois ou três dias após o confisco do plano Collor, em opinião colhida pelo jornal, na época. Nada a se estranhar, ou ser inesperado – ao menos por mim. E sim, larga essa merda tosca logo e vem pro blogspot. ;-)

    E sim, vc tomou juízo e arranjou um sistema decente. Parabéns. :)

  2. Daniel Says:

    “E sim, vc tomou juízo e arranjou um sistema decente. Parabéns. :)”

    About frakking time :-D

    Enfim, dizem os entendidos (Míriam Leitão, por exemplo, em seu blog) que esta mexida, se vier, será muito diferente do Collor. Mas ela também diz que o governo não fala nada sobre como vai ser a tal mexida! E é isso que deixa as pessoas nervosas.

    Agora, de político você espera uma estupidez com essa. Mas o que me deixa revoltado é a pusilanimidade desses banqueiros. Cadê a mão invisível do mercado? Cadê a livre concorrência? Cadê?

    Cretinos!

  3. Luiz Felipe Vasques Says:

    Se isso não existe no epicentro do blábláblá, os EUA, conforme acaba-se de provar (mais uma vez, alguns podem dizer), que dirá nisto aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: